quinta-feira, 29 de setembro de 2011

TECLE DELETE


Como seria bom apertar essa tecla em algumas situações que vivemos .
Nas injustiças.
Quando nos magoam.
Quando a tristeza insiste em querer entrar e se sentar.
Ao ouvir uma agressão.
Ia ser bom. Num simples toque delete...
Ainda vou aprender a fazer isso.

8 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, minha querida. Venho tentando esse aprendizado, mas às vezes o PC trava no delete e então só nos resta o "reset" ou "ctrl+alt+del".
Beijocas no coração.
Manoel.

Dulce Braga disse...

Também eu procuro amiude por essa tecla.:)))
Seria mais facil com certeza, mas seriamos mais pobres.
É no processo penoso do perdão que nos fortificamos e aprendemos a amar mais e melhor.
Adorei a ideia de vir a Campinas.
Venha logo!
Beijos

Lucia Luz disse...

Manoel querido
Aprendizado difícil meu amigo.
Muito difícil.
Obrigada pelo seu carinho de sempre.
Beijinhos

Lucia Luz disse...

Dulce

Você tem razão.
Aprendemos com situações assim e nos fortificamos.
Muitas vezes é preciso tempo para o perdão brotar não é mesmo?
Assim que tiver tudo certinho lhe aviso, ok?
Beijinhos e obrigada pela atenção e carinho

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, querida amiga. Não é muito ético comentar COMENTÁRIOS, todavia adorei o que disse a Dulce. Jogou um balde de água fria na minha reação. Foi de uma gentileza muito correta. Seríamos bem mais pobres mesmo.
Vivendo, lendo e aprendendo com a Dulce no aconchegante blog da amiga Lucia.
Beijos com carinho.
Manoel.

Lucia Luz disse...

Manoel

Só pessoas do seu tamanho tem a humildade para com tanta ética dar esse depoimento.
Obrigada pela sua presença aqui.
Obrigada por aprender junto de nós.
Beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Há coisas na vida que nem o Delete pode apagar, amiga!
Tenho andado um pouco ausente, porque estou na Greenfest que me tem absorvido quase todo o tempo disponível. Na px semana voltarei à normalidade
Bjs e bom fds

Lucia Luz disse...

Carlos querido

Eu imaginei isso.
Aproveite por mim a Greenfest.
E depois nos conte tudo.
Você faz falta aqui.
Beijinhos