quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MUTATIS MUTANDIS



Minha irmã já falecida dizia que “quando a gente não muda a vida nos muda”.

Penso que isso está ocorrendo comigo.

Era preciso mud-ar. Mudar os ares.

Em algumas situações estava difícil até para respirar. Não foi por acaso que tive uma pneumonia daquelas.

Ainda estou um pouco perdida, sem saber direito qual será  ou quais serão os novos caminhos. Sei que só há bons ventos para quem sabe a direção. E então o que fazer?

Vou mutatis mutandis! Vou mudando o que se deve mudar.

Assim ás antigas e em latim. Sem pressa.




6 comentários:

Pitanga Doce disse...

Aqui também precisa-se. Tanto que não atacou os pulmões e sim o trato digestivo. Nooossa! Tá uma desordem só!
Quando só depende de nós mudar...mas nem sempre é assim. Mexe com tanta coisa!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

As mudanças radicais são sempre desaconselháveis, amiga!
Vamos mudando lentamente, por vezes sem nos apercebermos que estamos a mudar.
Tem piada, que nestes dias que estive em viagem pelo Norte, pensei muitas vezes nisso!
Beijinhos

Lucia Luz disse...

Pitanguinha

Resolvi mudar aos pouquinhos.
E vou fazendo a minha parte.
Arrumando a casa, revendo cenários.
Mexe demais...nos tira do lugar seguro.
Mas tenho certeza que vai valer a pena.
Beijinhos e boa sorte para nós

Lucia Luz disse...

Carlos querido
Seja muito bem vindo!
Como foram as férias?
Veja bem é isso que estou pretendendo e já colocando em prática.
Beijinhos e vou correndo a piada

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, para acompanhar os bons ventos e fazer uma boa mudança, nada melhor que estar orientada. Aconselho a colocação de uma "bússola" no coração. A bússola agirá friamente dando as coordenadas e o coração conservará a sensibilidade linda dessa pessoa cheia de "LUZ". A mudança pode, deve e vai acontecer, contudo deve estar sempre ilumidada.
Que Deus seja a sua bússola nesse empreendimento.
Beijos repletos de carinho.
Manoel.

Lucia Luz disse...

Querido Manoel

Concordo 100% com o que você coloca.
Já há algum tempo coloquei a minha vida nas mãos de Deus.
Creio que tudo que me acontece está abençoado por Ele. Até o que não consigo entender...
A búlsula já está lá. Ainda tenho dificuldade de usa-la (risos)
Um beijo carinhoso