quarta-feira, 28 de setembro de 2011

MACH DIE TÜR ZU.


Meu pai era poliglota e um grande brincalhão.

Aprendeu várias línguas entre elas: inglês, francês, alemão, japonês e até um dos dialetos russos!

Gostava de nos estimular a aprender sempre.

Quando o almoço estava servido eles nos chamava dizendo:

- Mach die tür zu.

Como aquele famoso cachorrinho de Pavlov, nós os filhos logo nos sentávamos à mesa.

Somente anos mais tarde, ele rindo nos contou que aquela frase não queria dizer que o almoço estava à mesa, mas sim feche a porta!

Brincou conosco anos, mas só rimos juntos muitos anos mais tarde.

4 comentários:

Mônica disse...

Lucia
Um papai também era muito brincalhão. Ele sabia hipnotizar, Aprendeu para tratr os clientes dificeis no consultorio de odontologia.
E também sabia falar em espanhol mas falava tão rapido que ninguem entendia
E sabia tirar o dedo fora!
Daqui de casa só andrea sabe duas coisas destas.
Hipnotizar ninguem aprendeu.
Um abraço da amiga Monica

Lucia Luz disse...

Moniquinha querida

Papai também sabia tirar o dedo fora!
Que barato!
Que bacana isso de hipnotizar os clientes difícies.
Tanta gente tem mdo não é mesmo?
Adorei seu comentário.
Beijinhos

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lúcia Luz, meu pai também sabia tirar o dedo fora e ainda com uma coreografia de dar inveja em qualquer Globo Reporter. Abríamos um "olhão" do tamanho de um "bonde". Acreditávamos piamente.
Meu padrinho de batismo era poliglota e "inventava" ordens interessantes que mais tarde viemos a saber que as palavras eram inexistentes.
Adorei a postagem. Foi muito gostoso lembrar disso.
Beijos no coração da amiga.
Manoel.

Lucia Luz disse...

Ah meu amigo Manoel, você descreveu a cena que sempre viviamos com o dedo com perfeição!
Deu uma saudade...
Obrigada você por me lembrar com tanta energia esse momento delicioso que vivi com meu querido e amado pai.
Beijinho