segunda-feira, 26 de setembro de 2011

APRENDENDO DIFERENÇAS - HISTÓRIAS FAMILIARES


Meu filho ainda bem pequeno entra num ônibus coletivo junto com sua babá.

Nisso entra um anão de bigodes.

Ele nunca havia visto um anão antes.

Olhou para o anão. Olhou e falou bem alto para babá:

- Eu heim!!!

- Nunca vi menino de bigode!!!

Riso geral no ônibus e o anão passa a mãozinha na cabeça do meu filho.

Naquele dia ele começou a aprender que as diferenças existem e a respeitá-las.

10 comentários:

Mônica disse...

E assim que se educa com capacidade e responsabilidade de mãe.
com carinho Monica

Manuel Luis disse...

Transparece que recebeu educação da Mãe muito atenta. São os pormenores que completam o homem, parabéns!

Manuel Luis disse...

Agora sei o quanto fez um geólogo, Formou uma excelente família. Acredito que a vossa casa deve ser feliz a todas as horas mesmos sem a presença dos mais queridos.
Do outro lado do Oceano,

Lucia Luz disse...

Moniquinha querida amiga

Tenho certeza que assim vc também educou seus alunos.
Beijinhos carinhosos

Lucia Luz disse...

Manuel Luis

Seja bem vindo a esse Cantinho. Sim sou uma mãe atenta e sempre presente apesar de trabalhar muito.
Obrigada!

Lucia Luz disse...

Manuel Luis

Sim uma família belíssima.
Apesar das saudades, somos felizes. Afinal vivemos intensamente momentos inesquecíveis com ele.
Grande abraço

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, minha querida. Eu adoro crianças. Converso muito com elas. Pergunto tudo que me dá na cabeça e ouço respostas surpreendentes. É maravilhoso ter contato com a pureza deles. Achei muito lindo de sua parte o "aprender as diferenças e também respeitá-las", mas dei muitas risadas imaginando a cara que ele fez ao ver o "menino de bigode". Deve ter levado um grande susto.
Claro que o anão foi gentil. Com certeza já está acostumado com essas situações, não é?
Adorei essa postagem.
Beijos no coração.
Manoel.

Lucia Luz disse...

Manoel querido
Eu também dei boas risadas quando cheguei em casa e ele me contou.
Sim acredito que eles estejam acostumados. Nós adultos é que ainda nos fechamos nos preconceitos e temos medo das diferenças.
Crianças são sinceras, puras e cheias de sabedoria.
Fico feliz que tenha curtido a postagem.
Beijinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

As pessoas bem formadas, distinguem-se por pormenores como este, querida Luz

Lucia Luz disse...

Amigo querido

Procuro mesmo formar um cidadão, sempre.
Beijinhos ;))