terça-feira, 7 de abril de 2009

PORQUE NÃO DEU CERTO?


No último final de semana fui a uma pequena praia no litoral sul de meu estado chamada de Praia dos Castelhanos. Amo o lugar pela beleza , tranquilidade e pelo ambiente ainda não "glamurado" pela imprensa .
Costumo ficar numa pousada de uns amigos e frequento sempre o mesmo quiosque a beira mar.
No final de semana porém estava com minha irmã e sua netinha que moram em outro estado ( Minas Gerais) e junto com a minha mãe resolvemos passear por lá.
Antes passaríamos no Projeto Tamar, numa praia linda bem ao lado de Castelhanos para que nossa pequenina pudesse ver as tartarugas no Projeto Tamar.
O lugar é meio deserto. De uma lado nada e do outro muito mato e bem na frente mata e mar. Lindo.
Paramos em frente ao Tamar, desligamos o carro e primeira surpresa: O projeto fecha aos finais de semana!!! Gente, isso deve ser porque nos finais de semana, fora da temporada, há turistas ? Então se fecha quando há mais movimento e abre-se durante a semana quando só há os " nativos". Muuuito mais calmo e melhor de trabalhar.
E também vale ressaltar que por favor, nada de problemas ou pesquisas no final de semana heim tartarugas amigas.
A segunda surpresa veio logo a seguir. Ligamos o carro e nada! Mais uma tentativa e .....nada! Ela que era a motorista olha para o ponteiro da gasolina e ......NADA!
É preciso colocar ainda que eu e essa minha irmã somos aquelas pessoas que andam sempre no mundo da lua.E esquecemos ( coisa muito natural para os lunáticos) de olhar como andava a gasolina.
Como quem tem amigos não fica na mão. Tentei por celular ligar para meus amigos e não consegui falar com nenhum deles.....
Nisso a pequenina de 3 anos me fala que quer ir ao banheiro e minha mãe de 83 também.
Sabia que andando um pouquinho havia uma pousada. Caminhei até lá e fui atendida por uma moça e sua cachorrinha que latia muito e vinha como uma fera mirando meus pés.
Parei e falei com as duas. Sou do bem.
Expliquei o acontecido , me apresentei, falei os nomes dos meus amigos da cidade ( que são pessoas muito conhecidas lá) e pedi que ela ligasse para eles para mim. Ela disse que só tinha celular ( como se celular não fizesse ligação). Pedi a ela a gentileza de deixar que as duas usassem o banheiro. A terceira surpresa: a dona da pousada disse NÃO.
Com calma ( sou calma, paciente.....até que perca tudinho heheheh) disse novamente a idade das duas, disse que ninguém iria sujar nada....e etc. Ela concordou. Deixei as três lá e fui caminhando até a praia de Castelhanos buscar socorro.
Caminhei...caminhei....caminhei....e cheguei.
Logo encontrei meu amigo Cláudio dono do quiosque. Expliquei a ele de todo ocorrido e ele na mesma hora pegou o carro e fomos lá buscá-las.
Esse meu amigo (que já foi presidente da Associação local) , é pessoa muito conhecida e querida por todos da região. E ficou impressionado com o que eu contava quanto ao atendimento que tivera na pousada! Ele no fundo até duvidava que fosse mesmo a dona.
Quando chegamos ele viu que eramesmo a dona!
Quando ela me viu com ele, ficou muito muito sem graça.
Foi quando tive a nossa quarta surpresa: a dona da pousada depois que eu sai falou com elas que para usar o banheiro e ficar por lá me aguardando teriam que pagar meia pensão ( R$ 40 reais ou o equivalente a 118 euros)!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Minha irmã concordou indignada, por causa das duas e por não ter outra opção. Além do que não sabia quanto tempo eu demoraria.
Clllllaaaaaaaaaro que quando a moça ( que de moça não tinha nada...) me viu com o Cláudio disse que não cobraria mais. E mudou da água para o vinho.
Disse que se quiséssemos podíamos ficar lá a vontade....e tal...
Saímos de lá correndo e comentando como se trata potenciais clientes turistas assim?
Se ela tivesse nos deixado ligar ou mesmo ligado ( nem que fosse para a polícia pedindo socorro pra nós), se tivesse deixado as duas usarem o banheiro , não tivesse cobrado e no mínimo tivesse sido simpática, teria ganhado clientes!!!!
Depois não sabem porque o negócio não deu certo. Culpam o país, as pessoas, as tartarugas e quem mais estiver pela frente.
Saímos de lá e meu amigo que é expert em atendimento ao turista nos deixou curtindo a praia, as delícias de seu quiosque e foi resolver o nosso problema.Nem nos deixou entregar o dinheiro da gasolina. Foi pessoalmente, buscou um recipiente, comprou a gasolina e nos chamou apenas para nos levar até o carro , colocar a gasolina e trazer o carro pra frente do quiosque.
Quando ao final do dia pagamos a conta, pagamos a despesa do que comemos, bebemos, o uso do chuveiro e pagamos felizes a gasolina.
Ele percebeu que o problema do cliente é problema dele também. E só sem aqueles problemas podemos curtir, gastar e voltar mais e mais vezes.
Infelizmente o atendimento ao cliente ainda é sabedoria de poucos.

9 comentários:

Patti disse...

Eu conheci o Projecto Tamar, na Praia do Forte, na Bahía. Têm uma grande infraestrutura, tudo muito bonito e muito bem organizado.
Adorei a visita, muito profissional e paradisíaco.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Algumas partes dessa cena (nomeadamente o encerramento de locais turísticos ao fim de semana) fizeram-me lembrar Portugal. Um dia fui ver as gravuras de Foz Coa - já deve ter ouvido falar- e dei com o nariz na porta, porque era dia útil, mas a véspera tinha sido feroiiado e o dia seguinte era sábado. Dá para entender?

Luz disse...

Patti,

O Projeto Tamar é maravilhoso. E não sei nem se sabem que lá está sem funcionar aos finais semana.Essa praia especificamente é local de desova das tartarugas.

Luz disse...

Carlos
Realmente não consigo entender. Então temos problemas semelhantes...
Uma pena.
Locais turísticos que não pensam nos turistas. Triste

Pitanga Doce disse...

LUZ, essa "moça" deve ter as Pousada às moscas. Nem a tartarugas vão desovar lá perto com medo de "encruar". hehehe

Estou rindo mas imagino a tua aflição, porque na verdade a vontade que a gente sente nessas horas e esquecer toda a boa educação e partir "pro vamos lá".

Luz disse...

Pitanga,

Só pode ter não é mesmo!!
Sabe aquelas pessoas brigadas com a vida? Então, era a própria.
Tá doido. Não entendo porque trabalha então com gente, turista....
Mas o que vale é que ainda existem muitos Cláudios nesse mundo. E viva a solidariedade.
Beijocas de luz

bacouca disse...

Luz,
Na verdade o que te(posso chamar assim?!) aconteceu é de pasmar mas infelizmente acontece aí como aqui.
Aqui no Algarve em Agosto se não falamos inglês, francês ou outra língua temos tratamento diferente pois os empregados só querem turistas! Esquecem que no resto do ano têm qu viver com os nacionais!
Eu acrescentaria algo mais ao comentário da Pitanga: ai as tartarugas desovam? Não terão que pagar?!

Luz disse...

Eh Bacouca, coisa triste isso não?
Haja treinamentos ...e mesmo assim parecem não adiantar.
As tartarugas desovam normalmente em outubro e em fevereiro as pequeninas nascem. E elas não precisam pagar nadinha por isso.rsrsr

Luz disse...

Bacouca,

Em tempo: claro que pode me chamar assim.Aliás deve.
Beijocas