sexta-feira, 28 de outubro de 2011

SAPO SURDO


Ontem me contaram essa fábula e compartilho com vocês.
Era uma vez uma corrida … de sapinhos!
O objetivo era atingir o alto de uma grande torre.
Havia no local uma multidão assistindo.


Muita gente para vibrar e torcer por eles. Começou a competição. Mas como a multidão não acreditava que os sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre, o que mais se ouvia era: "Que pena!!! Esses sapinhos não vão conseguir. Não vão conseguir."

E os sapinhos começaram a desistir. Mas havia um que persistia e continuava a subida, em busca do topo.

A multidão continuava gritando:

"… que pena!!! – Vocês não vão conseguir!"
E os sapinhos estavam mesmo desistindo um por um, menos aquele sapinho que continuava tranqüilo, embora cada vez mais arfante.


Já no final da competição, todos desistiram – menos ele.
A curiosidade tomou conta de todos.


Queriam saber o que tinha acontecido…
E assim, quando foram perguntar ao sapinho como ele havia conseguido concluir a prova,
descobriram que ele era surdo!


E então ele disse: Ver vocês todos torcendo por mim, me deu forças para vencer!

Não permita que pessoas com o péssimo hábito de serem negativas, derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seu coração.

Lembre-se sempre:
Há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos, portanto, procure sempre ser positivo.
Resumindo: Seja "surdo" quando alguém disser que você não pode realizar seus sonhos.



4 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, amiga muuuuito querida. Deviam colocar esta postagem pregada em cada poste das cidades para aprendermos a filtrar as opiniões alheias. Adorei a postagem e estava precisando que isso me "cutucasse". Veja isso:

"Há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos, portanto, procure sempre ser positivo."

Para a gente e para o julgamento e avaliação dos outros também.
Valeu, minha querida!
Beijokas no seu coração.
Manoel.

Lucia Luz disse...

Então Manoel querido amigo, ontem meu atual terapêuta me contou essa fábula. Gostei muito também.
É impressionante como ao longo dos anos vão "nos vestindo com roupas que nem nos servem" e vamos aceitando.
Há pessoas que são âncoras negativas. Só nos puxam para baixo.
Use-o como estou usando.
Beijos surdos

Jô Bibas disse...

Lucia,
Tive que vir responder teu comentário rapidinho! Você tem toda razão: foi uma grande paixão que durou 20 anos. Era uma paixão avassaladora, rendeu livro, materiais personalizados e pacientes queridos para toda a vida. Mas como todas as paixões, foi esfriando...
Muito legal a história do sapinho surdo. Concordo plenamente e complemento dizendo que, além de sermos surdos para o negativo, deveríamos ser mais falantes para o positivo, para dizer aos outros o bem que nos fazem.
Bye!

Lucia Luz disse...

Jô querida
A minha paixão também durou 25 anos com o mesmo percurso. Capítulo de livro com a Mara Behlau,clientes famosos e queridos que permanecem.
Que bom saber que não sou a única!
Obrigada pela visita e pelo carinho.
beijinhos
Lucia