quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DO TEMPO DA VOVÓ

Sou uma moça moderna à  moda antiga.
Prefiro o antigo ao moderno.
Gosto das coisas antigas.
Me sinto bem nos antiquários e guardo peças do tempo da vovó
Tenho objetos como uma máquina de escrever, máquinhas fotográficas muito muito velhas, discos de vinil da época de ouro da música clássica, toca discos,fita K7, telefones...
E dou muito valor emocional a eles. Sei para algumas pessoas isso é lixo, quinquilharia.
Para mim eles contam histórias.
E eu amo histórias.
Estive em junho em Buenos Aires com meu filho. Lá entramos numa loja aonde se vendiam máquinas de escrever. Me deu saudade do barulho ao digitar, do barulho do trilho( não sei como chama).
Ele ficou encantado com os modelos. Não é do tempo dele porém o ensino a importância de se cultivar e aprender com o que é antigo e nele resgatar um pedacinho da nossa história de vida.

6 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Lucia Luz, nem cabe aquí o adjetivo qualificativo que eu colocaria nessa sua postagem. Pensei que eu fosse maníaco por essas coisas, mas agora estou confortado. Encontrei alguém que conpartilha das mesmas idéias. Tenho guardado e as vezes ponho em funcionamento tudo isso. A máquina fotográfica então está brilhando. Filme para ela só em São Paulo, todavia as fotos ficam maravilhosas.
O melhor de tudo isso é que cada objeto, para mim, tem uma história. Ou de uso ou de vida. O coração da gente fica feliz comtemplando e lembrando das histórias.
O pessoal fala que é lixo mesmo, contudo muita gente vem ver o relógio de bolso, o aparelho de barbear elétrico Remington (rsrsrs), o Relógio Cuco (sumiu misteriosamente!), ... , e tudo o mais.
Lucia, esta postagem abriu o meu coração.
Beijos do tempo da vovó (são de integridade diferenciada, né?).
Manoel.

Lucia Luz disse...

Meu amigo Manoel

Não comentei sobre o Relógio de parede que tenho aqui!
Gosto dessas histórias que cada objeto nos conta.
Isso é viver e reviver.
Fico feliz que o post tenha lhe tocado.
Grande abraço do tempo da vó.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também sou um pouco assim, Luz. Como aliás demonstra o meu Rochedo das Memórias e o CR sub 30 que hoje iniciei.
Tenho andado com pouco tempo para blogar, pois ando a aproveitar estas noites cálidas que por aqui se fazem sentir e nunca apareceram durante o Verão.
Beijinho

Lucia Luz disse...

Carlos meu amigo querido!!!
Estava sentindo falta de seus comentários aqui no blog.
Você está certíssimo. Aproveite as noites quentes, saia, passeie, divirta-se, namore bastante.
Beijinhos e ótimo fim de semana!!!

Manuel Luis disse...

Gosto da radio, trabalhei na radio, nasci ao som do radio. Tenho alguns antigos, bem como discos, filmes que os vou conservando como coisas úteis.
As coisas tinham mais sabor e davam outro sentido a vida.
Gosto do som do tic-tac.
A noite gosto do som dos grilos e do bafo do amor.
Beijo

Lucia Luz disse...

Manuel

Já trabalhei no rádio também. Por pouco tempo.
É muito bom.
Um abraço