sábado, 13 de junho de 2009

FESTAS JUNINAS - DIA DE SANTO ANTÔNIO



Mês de junho segundo a tradição brasileira, é mês de festa – festa junina.

Hora de comemorar os dias de santos padroeiros queridos: Santo Antônio – o santo casamenteiro (13/06), São João (24/6) e São Pedro (29/06).


Essas festas tão brasileiras têm na verdade uma origem remota. Antes do nascimento de Jesus Cristo, os povos pagãos do hemisfério norte celebravam o solstício de verão, o dia mais longo e a noite mais curta do ano, que lá acontece em junho e marca o início da estação quente. Nessas festas, a fim de promover a fertilidade da terra e garantir boas colheitas futuras, havia danças e fogueiras (acesas para afugentar os espíritos maus).


Com o avanço do cristianismo, a Igreja preservou e incorporou essas tradições também como forma de conseguir mais popularidade. No século 6, os ritos da festa do dia do solstício de verão, em 21 de junho, passaram para o dia do nascimento de São João Batista, dia 24 de junho. Mais tarde, no século 13, foram incluídas no calendário litúrgico as datas comemorativas de Santo Antônio (dia 13) e São Pedro (dia 29).

Os colonizadores portugueses trouxeram as festividades para o Brasil e aqui elas ganharam um jeitinho bem brasileiro com cores e sabores influenciados pelos índios e negros escravos, responsáveis pelas cozinhas coloniais.

E até hoje reverenciamos os santos juninos comendo e dançando.


Nos estados nordestinos, as festas juninas hoje são tão populares quanto o carnaval. A festa tem grande importância na união das comunidades, para economia local e para preservar a tradição.

Nas festas juninas os homens colocam chapéu de palha, fantasia de caipira e não podem faltar as calças curtas, os remendos, os paletós coloridos, dentes pintados de preto e bigode e/ou barba. Já as mulheres ganham vestidos coloridos de chita, enfeitados com de fitas. Nos cabelos tranças ou maria chiquinhas, chapéus enfeitados de palha. A maquiagem é forte e as maçãs do rosto ganham destaque na maquiagem com o ruge e as pintinhas pretas. Não pode faltar o noivo, a noiva, o padre para quadrilha ficar bem animada.

Brincadeiras não podem faltar e temos pescaria, correio do amor, busca-pé, balão, bombinha.

Dançamos quadrilhas e muito forró. E a noite toda é embalada pelo som da sanfona, cavaquinho, bumbo, triângulos, ferrinhos, flauta, reco-reco e etc.

Nas barraquinhas a comida é bastante típica e vamos provando quitutes de milho, amendoim e mandioca, ingredientes básicos na mesa popular para bolos, tapioca, paçoca, cocadas, pé-de-moleque, milho cozido ou assado na fogueira, batata doce, cachorro quente, pipoca e etc. Tudo acompanhado do vinho quente ou do quentão – bebida típica preparada com cachaça e especiarias.

É assim que a gente gosta de reverenciar nossos queridos santos do mês de junho. Viramos crianças ao pé da fogueira, embaixo do céu de bandeirinhas enfeitadas com balões e lanternas, nas barraquinhas dos quitutes e brincadeiras.

12 comentários:

Pitanga Doce disse...

Ai, o eu que não daria por uma festa junina genuína (perdoa o trocadilho), mas daquelas em que soltar balão não era proibido e a barraca do beijo era a que tinha maior fila. hehe

boa noite de sábado para você

Sabes da Bacouca?

Luz disse...

Pitanga

A-D-O-R-O!!!
E a fila do beijo....tou nessa!
Não sei dela não.Mas estou também sentindo falta da danada sumida.

bom domingo!

panoprananda disse...

Quanta informação enriquecedora!!! E concordo com o autor do comentário "Pitanga Doce", daria tuuuudo por uma festa junina de VERDADE! Hoje em dia até música baiana se ouve nelas... aff!

Luz da minha vida, amo você!

Beijos,

Fernanda.

Lisa Nunes disse...

Olá...
que lindo post,
e que lindas fotos!!!
Quero que saibas que aprendo muito com você :)

Também ´passei pra desejar uma linda semana pra você e também pra avisar da saudade.

É muito bom estar de volta,
Um Grande abraço pra você

Pitanga Doce disse...

Ô Luz, minha prenda, vai lá no Pitanga escolher seu soutien.

Luz disse...

Fernanda minha lindaaaa!!
Também te amo muito!!
E até que enfim que vc apareceu aqui novamente né?
Sabe que é tradição na minha família uma festa junina, mas normalmente fazemos em julho por causa das férias.
Vou te chamar pra vc colocar aquela sua roupa preta, branca e vermelha LINDONA!!!
BEIJOCAS

Luz disse...

Lisa
Eu também senti sua falta!!
Trocamos aprendizado, tenha certeza disso.
Final de semana foi bom né?
Ótima semana pra vc minha querida!
Beijinhos

Luz disse...

Pitanga...

Tou indo....

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Este ano vou falhar o S. João do Porto ( segundo ano seguido), porque não estarei em Portugal. Das festas dos Santos Populares é a única que ainda me empolga e diverte. Afinal é o santo da cidade onde nasci...

Luz disse...

Carlos,
eu não sabia que São João era o Santo padroeiro do Porto.
Bacana!

Lisa Nunes disse...

Luz querida, meu feriado foi pra lá de romântico, nem imagina que eu tive uma crise de sinusite daquelas,com direito a tosse e tudo mais!! passei de repouso e tomando antibióticos.. (vinho no 'dia 12'nem pensar!!) Essa foi a grande prova de amor do Javier para comigo. Um Grande abraço e obrigada por perguntar.

Luz disse...

Lisa

Estou torcendo para que vc esteja melhor.
Como diz a música: "quando a gente ama é claro que a gente cuida". É isso ai.
Beijinhos