terça-feira, 17 de março de 2009

MEU AMIGO INVISÍVEL



Sabe, estive pensando.
Sim eu penso!! Claro que nos raros momentos que Ary Anthônio e Ivo Lino ( meus dois únicos neurônios) conseguem se oxigenar.
Mas vamos ao que interessa.
Quando eu era pequena, tinha um "amigo invisível". Acho que se não todas as crianças, a maioria tem um.
Meu amigo invisível morava naquela parte superior dos armários aqui conhecida como maleiro.
Não, ele não era um " mala". Ele era muito gente boa.
Eu gostava dele! Gostava de conversar com ele. Ele me entendia, me escutava pra valer. Brincávamos e ríamos muito juntos.
Cresci. (Que droga!) Mas continuo a alimentar o meu lado criança. (UHU)
Um dia, eu estava de bobeira, sem nada pra fazer e resolvi entrar na internet. Entrei numa dessas salas de bate papo.
E não é que lá encontrei um amigo invisível?
Começamos a conversar e esse diferentemente do amigo invisível da infância me seduzia com a possibilidade de se tornar real. Um amigo invisível que poderia se tornar de carne e osso!!!!Uau.
Afinal, ele sabe que agora sou adulta ( será?!?) e não me contento mais com as fantasias infantis. ( ai ....ai....)
Hum....muito sedutor isso.
Continuamos a conversar.
Ah meu amigo invisível fase adulta não mora no armário.
Tudo evolui né gente? ( quer dizer....mais ou menos .... Olha eu aqui a essa altura da vida, nessa idade e de amigo invisível!!!!)
Meu amigo invisível, vamos dizer assim: fase madura, mora no computador.
E como aquele da minha infância é pura fantasia!
Mas muito, mas muito mais sedutor. Afinal a maturidade trás fantasias mais sedutoras e ousadas.
Meu amigo é pouco sociável. Só gosta da tela.
E muitas vezes percebi semelhança dele com personagens conhecidos meus.
No início ele se parecia com o Pinóquio. Era tanta mentira, mas tanta mentira!
Depois ele mudou. Parecia o Gasparzinho. Um fantasminha camarada. Some e aparece...aparece e some.
Ai fiquei curiosaaaa.
Qual personagem ele ainda vai encarar?
Salsicha? Ah nãããããããão!
Riquinho? Tão solitário e até meio sofredor....Não!
Bolinha? Ah...e eu seria a sua Luluzinha ( hehehe gostei.Para... Para... Lucia!)
Jhonny Bravo? Ah eu não suportaria!
Ou será que a fada madrinha vai fazer ele virar uma abóbora?
Não. Isso não! Isso ela não faria mesmo!
Olha, vou logo avisando: sapo eu NÃO beijo.
Nem inventa viu?

6 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se sapo prometer virar príncipe com palácio, descapotável, mansão em Bora Bora, você não beija não?
Eu se me aparecesse uma sapa assim beijava mesmo, mas homem sempre teve azar, porque nos contos de fadas sapo só virava príncipe... As princesas quando muito adormeciam milhares de anos e ficavam à espera do príncipe
Beijo

Lucia disse...

Carlos
Estou aui rindo....
Ai...juro depende muito do sapo.....rsrsrs Pra ir Bora Bora e embora com ele tinha que haver química.
Pena viu? Nem eu sou sapa assim.
Quanto as princesas elas adormeciam....mas quando acordadas com beijo...iam pra farra e ficavam muito tempo sem dormir novamente! ( morrendo de rir aqui)
Beijo

Pitanga Doce disse...

Luz, dá logo uma definição nesse teu amigo pra saber "com que roupa" você vai ao baile. hehehe

bom dia

Luz disse...

Pitanga.

Eu já teria a fantasia prontinha.rsrsrrs
Mas prefiro mantê-lo na ficção.
Beijo

bacouca disse...

Luz;
E se ele é o Principe e você a Cinderela? Conseguiria ouvir as batidelas da meia noite?Não acredito não...!
Beijo sonhadora!

Luz disse...

Bacouca,
Cinderela....acho que tou mais para Branca de Neve....e a procura de sete anõeszinhos rsrsrs
Beijinhos sonhadores