sábado, 7 de março de 2009

ASSIM EU VEJO A VIDA


ASSIM EU VEJO A VIDA

Cora Coralina


A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

5 comentários:

Borboleta disse...

Olá, passei para conhecer seu espaço, abraços.
Borboleta


GEOGRAFIA DA FOME

"Xiquexique, mucunã
Raiz de imbu e colé
Feijão brabo, catolé
Macambira, imbiratã
Do pau-pedra e caimã
A parreira e o murão
Maniçoba e gordião
Comendo isso todo dia
Incha e causa hidropsia
Foge, povo do setão"


"Marchemos a encarar
Trinta mil epidemias
Frialdade, hidropsia,
Que ninguém pode escapar.
Os que vão para o brejo vão
Morrem de epidemia
Sofrem fome todo dia
Os que ficam no sertão"

Josué de Castro

Mike disse...

Aprendemos e sabe o que eu acho? Que vamos continuar a aprender, Lucia. :)

Luz disse...

Borboleta,

Seja bem vinda! Bom tê-la a voar esses caminhos.
Abraço

Luz disse...

Mike concordo 100%. O aprendizado é constante. E nele está a beleza da caminhada.
Beijo ;)

bacouca disse...

Luz:
Realmente o saber viver é a sabedoria, mas essa só se aprende com a vida, com as coisas boas ou más que aparecem no nosso caminho. E é também isso que nos vai fortalecendo, dando valor ao que na verdade interessa.
Um beijo Mamã!
Bacouca