quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

ABRINDO CAIXAS


"Abrir caixas, cestas e pacotes aos poucos é mergulhar na fantasia...A vida e o futuro são essas caixas que vamos abrindo a cada dia, sem saber o que há la dentro, sorriso ou frustação"
Artur da Tavola


4 comentários:

Regina disse...

Oi Lúcia, tudo bem?

Que belo poema, e que foto mais singela. Adorei!
Quando morava no Brasil eu lia muito os textos de Artur da Távola. Homem sábio esse.

ps.: eu também gostaria muito de morar naquela casa que + parece de contos de fadas :)

Um grande beijo pra você

Lucia Luz disse...

Regina

Graças a Deus tudo bem por aqui.
Realmente ele é muito sábio e sensível.
Fico feliz que tenha gostado.
Um beijo e boa quinta feira.

Lucia

Magridt/Brazil disse...

uau, é verdade, essa semana mesmo abri uma caixa bem empoeirada, a muito tempo guardada e incomodando aqui dentro de mim...
ufa, me sinto 20 k mais leve
as vezes a gente tropeça nas coisas e parece que não ve...o meu Deus, minha oração é que todos possam se livrar dos entulhos nesse fim de ano, deixar nas caixas só a alegria de viver.
bj amiga

Lucia Luz disse...

Magridt

É libertador.
E que venha a alegria de viver.
Beijinhos

Lucia